Garoa Hacker Camp 0

De Garoa Hacker Clube
Ir para: navegação, pesquisa
Ghcamp logo.png
No final de semana de 19 a 20/11 nós realizamos a "versão beta" do Garoa Hacker Camp, em um rancho muito legal localizado perto de Ribeirão Preto. Nosso objetivo era realizar esta edição para testar e experimentar como seria organizar um acampamento hacker no estilo do Chaos Communication Camp (obviamente em uma escala bem menor).

Ao todo compareceram 12 pessoas, além dos pais do Pitanga, que deram uma grande força para nós e foram os principais responsáveis por manter a turma toda alimentada.

A maioria do pessoal chegou na noite de sexta-feira, dia 18/11, e cada um que chegava já ia montando sua barraca e seguia para comer um cachorro quente ou tomar uma sopa. O Gola e a Laura inovaram: em vez de barracas, levaram redes para dormir. A primeira noite foi mais dedicada para o pessoal bater papo, comer e se conhecer. Assim falando parece pouca coisa, mas a maioria de nós foi dormir quando já estava amanhecendo.

O sábado foi um dia com várias atividades acontecendo em paralelo: o Pitanga ficou fuçando na Bolinho de Chuva, o Gola e sua aparelhagem garantiram um som bem legal, o Rodolfo ensinou malabares para o pessoal, o Juca ficou preparando a tela de stencil para as camisetas, uma galerinha jogou truco e jogos de tabuleiro, e no final da tarde fizemos um debate com todo mundo dentro da piscina, discutindo vários aspectos relacionados ao hacktivismo atual.

Durante a noite a Laura fez a oficina de light paint, que todos participaram com total empolgação. Enquanto a Laura pilotava a máquina fotográfica e coordenava o pessoal, nós usamos leds e bastões de luz para "pintar" os objetos e as pessoas de cada cena, desenhar objetos imaginários e para fazer diversos efeitos. No final, ainda fizemos uma sessão de cinema com o filme Scott Pilgrim vs. the World.

O domingo foi dedicado a descansar, comer o churrascker, fazer oficina de stencil e desmontar as barracas. Quem ficou até o final ainda aproveitou uma Melancia Atômica.

Fotos da Laura Sobenes e Vanessa.


Algumas lições aprendidas:

  • Na próxima vez faremos em algum lugar mais próximo de São Paulo. O rancho ficava a cerca de 4 horas de viagem !
  • Gastamos quase que um dia ineiro fazendo as compras de comidas e bebidas. Isso dá muito trabalho.
  • Na próxima edição vamos procurar opções de hotéis e pousadas para quem não gosta de acampar.
  • É importante fomentar as caronas e empréstimos de barracas.
  • Vamos fazer uma página com dicas de acampamento para o pessoal.
  • Repelente de inseto é muito bom.
  • O rancho não tinha cobertura de celular e a Internet não funcionou. E foi muito bom assim mesmo! Não sentimos falta.