Garoa Open BioLab

De Garoa Hacker Clube
Ir para: navegação, pesquisa

É o laboratório aberto de biotecnologia do Garoa, um dos principais recursos para as atividades de Biohacking do hackerspace.

Atualmente o laboratório está em fase de planejamento e obtenção de equipamentos. Todos são convidados a contribuir positivamente com a construção do espaço.

O Espaço

Biohackingstuff.JPG

Ainda não há espaço definitivo. A mesa da biblioteca tem sido usada como bancada e outros recursos da cozinha e da oficina têm sido usados para os experimentos no hackerspace.

Especula-se que com a Mini-Reforma do Garoa o lab possa se situar entre a biblioteca e a sala suja ou na sala suja (que vai precisar virar sala limpa!).

Recursos

Wishlist

(Em constante construção)

  • Termociclador
  • Cuba de Eletroforese
  • Autoclave (panela de pressão parruda com manômetro)
  • Incubadora
  • Mini-Geladeira -20 ºC
  • Pipetas
  • Banho-Maria
  • Centrífuga de Bancada
  • Fluxo Laminar ou Capela com filtro apropriado

Equipamentos

Por enquanto não há nenhum equipamento "de verdade" no Garoa, mas há improvisos, como uma centrífuga feita com a Dremel e um aquecedor com a mesa da Impressora 3D.

Reagentes

Por enquanto, há apenas alguns reagentes básicos:

  • Tris
  • SDS 94%
  • Isopropanol
  • Etanol 70%
  • Água ultra-pura
  • NaCl
  • EDTA
  • Proteinase K
  • Ladder 1 Kb Plus
  • Tampão TAE
  • Corante Blue Juice (para gel de agarose)
  • Agarose

Alguns dos reagentes foram conseguidos pela internet e outros e lojas comerciais não-especializadas.

Vidrarias

  • Eppendorfs "para PCR", de 1,5 e de 2 mL.
  • Tubos Falcon de 15 mL e 50 mL
  • Ponteiras para pipetas de 200 uL e de 1000 uL

Capacidade de Execução

Comparando com um laboratório "profissional" de biotecnologia, até agora o Garoa tem capacidade de:

  • Realizar extrações de DNA

Biossegurança

Por enquanto o Garoa não tem nenhuma medida de biossegurança porque não há nada que gere esse tipo de risco - a não ser eventuais problemas com a sujeira da cozinha.

Com o desenvolvimento do laboratório, espera-se tomar as medidas de segurança padrão para laboratórios de nível de biossegurança 1. Algumas das medidas serão:

  • Manipulação de microrganismos não-patogênicos;
  • Descarte apropriado de resíduos biológicos;
  • Manipulação de microrganismos em câmara de fluxo laminar adequada;
  • Uso de luvas e jalecos pelos usuários;
  • Treinamentos individuais a novos usuários sobre as regras e bons costumes de biossegurança.

A organização das atividades tem compromisso com a biossegurança e o desenvolvimento de qualquer atividade leva em conta os procedimentos adequados seguindo as normas e recomendações da OMS.